História urbana: serviços públicos e infraestrutura urbana em Mariana

O projeto de extensão Observatório da Cidade, integrante do programa Sujeitos de suas histórias, vinculado ao curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto, realiza levantamento de materiais produzidos pela Ufop sobre a temática da história urbana marianense

O Observatório da Cidade atua como fiscalizador da qualidade da prestação de serviços públicos na cidade de Mariana, coloca-se no espaço da escuta e realiza os estudos e buscas necessários a fim de atender/sanar as demandas captadas. Para se pensar os impasses enfrentados pela população no tempo presente se faz necessário compreender os processos que constituíram a história da cidade de Mariana e seu entorno. Por isso, estamos no processo de levantamento do conhecimento já produzido pela Universidade Federal de Ouro Preto, principalmente nos programas de pós-graduação, que abordam como a cidade de Mariana se constituiu – no tocante aos serviços públicos e de infraestrutura urbana. Esse levantamento é essencial para traçarmos as raízes históricas de problemas contemporâneos na cidade. 

Para realizar a pesquisa, o Observatório verificou o Repositório Institucional, a Biblioteca Digital De Trabalhos De Conclusão De Curso e websites de cursos da universidade. Tentamos contato com as secretarias dos colegiados: alguns cursos não nos responderam, outros enviaram listas de defesas, outros ainda nos redirecionaram para os sites dos cursos.

Até o presente momento, encontramos trinta e uma produções que abordam a história urbana de Mariana – o fornecimento de serviços públicos e a infraestrutura urbana da cidade. Os cursos que detêm os materiais selecionados são: Arquitetura e Urbanismo, Direito, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Geologia, História, Jornalismo, e Serviço Social. Dentre os cursos citados, o Departamento de História da Ufop (Dehis/Ufop) e o Departamento de Jornalismo da Ufop (Dejor/Ufop) são os com maior densidade material. Até então, foram localizadas 13 produções no Dehis/Ufop, compondo-se por artigos publicados, dissertações, livros, monografias e catálogos do Laboratório de Pesquisa, Ensino e Extensão em História (LPH). Identificamos 10 materiais no Dejor/Ufop – em sua maioria produtos da graduação.

Contrariando a expectativa inicial, a maior presença de produções se encontra na graduação (cerca de 55%), os conhecimentos levantados nos programas de pós-graduação representam aproximadamente 23% dos materiais localizados.

As produções selecionadas são ricas em conteúdo, explicam da formação da primaz de Minas até a constituição das mais recentes comunidades na cidade; realizam denúncias quanto à violação de direitos fundamentais como o assegurado saneamento básico; apresentam a atmosfera sentimental dos espaços de Mariana; expõe o distanciamento entre teoria e prática das normas vigentes no município. Não foram encontrados links para o acesso a alguns materiais.

Para conhecer os detalhes do primeiro levantamento basta entrar em contato conosco.

Por Enia de Freitas Almeida

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s