Falta de passarela em travessia de rodovia traz riscos aos moradores da Chácara

Os moradores do bairro Chácara, em Mariana, sofrem diariamente com um transtorno que assusta: a travessia da rodovia do bairro. A Chácara é “dividida” em duas partes: a mais próxima ao Centro Histórico, conhecida como Toca do Zé Pereira, e a mais próxima ao bairro Cabanas, onde se encontra o Posto do Raul. O que divide o bairro é a MG-129, rodovia com tráfego intenso, tanto de carros e motos como de veículos maiores, como ônibus e carretas.

Esse tráfego intenso é a causa de preocupação para a comunidade do bairro, pois não há ponte ou passarela que ligue os dois lados da rodovia. Sendo assim, os moradores, às vezes crianças e idosos, têm que se arriscar atravessando em meio aos veículos.

A estudante Marialice Oliveira, 21, reclama do problema: “Chácara, ao contrário do que as pessoas pensam, não é só a toca do Zé Pereira. E entre os dois extremos do bairro fica a BR, e atravessá-la é muito perigoso, principalmente no fim da tarde e à noite, quando o tráfego é muito intenso e a visibilidade baixa”.

A estrutura do bairro foi bastante elogiada pelos moradores ouvidos, com eles relatando bom policiamento e, mesmo com algumas falhas, bom abastecimento de água, problemas recorrentes em outros bairros. Mas segundo os moradores, o ponto que deixa a desejar é a falta de uma estrutura para tornar segura a travessia.

Maic Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s